× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: lorenaesergiojr

Baixar

Lorena e Sergio

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Lorena e Sergio

Padrinhos, Madrinhas, Daminhas e Pajens

Sem dúvidas, a parte mais difícil.Por questões protocolares - e de espaço físico - esse número reduzido excluiu alguns do altar, mas que são igualmente amados.

Padrinhos e Madrinhas

  • Tia Verinha
    Tia Verinha

    Madrinha de batismo da noiva, ela recebeu a missão de ocupar o lugar habitualmente cedido à mãe da noiva no altar. Seria uma tarefa muito árdua se não estivéssemos falando da tia Verinha e seu enorme coração. Ela vai cumprir a honra cheia de ternura e amor. Só temos a agradecer por ter sua presença sempre por perto, e temos certeza que mamãe estará se sentindo muito bem representada, além de feliz pela escolha que fez há anos para sua filha.

  • Beto e Guto
    Beto e Guto

    Irmãos mais amados não há! Eles são puro motivo de orgulho e AMOR. Razões de tantos sorrisos (e choros!). Não apenas cresceram juntos, mas acima de tudo Unidos. Presentes em todos os momentos da vida da noiva, o altar é o único lugar em que poderiam estar. Sem vocês simplesmente não daria.

  • Mari e Ainá
    Mari e Ainá

    O paradoxo Mari: lunática e conectada. Não sabe nem que está com fome, é o jeitinho despretensioso com que toca sua vida numa flauta. Por outro lado sabe, acompanha e vive o mundão: de Cabo Frio ao Camboja, vai como se mudasse de cômodo. Talvez só a noiva tenha sofrido mais com as implicâncias e demonstrações excessivas de amor, diferente não seria a irmã do noivo.
    Já a Ainá foi a companheira mirim de viagens do noivo, e o Brasil é testemunha das pernas russas e raladas dos dois. Foi sua primeira parceira de lambadas e boleros; não coube só na Bahia tanta ginga. Neste dia tão importante estaremos todos juntos, pois o lugar de vocês, sempre colado ao noivo, agora será no altar.

  • Luna e Biel
    Luna e Biel

    Primos-irmãos da noiva, há quem diga que são os trigêmeos. A idade e harmonia foram suficientes para uni-los, mas o laço de sangue ainda está aí para ratificar o que já era inseparável. Compartilharam toda a infância tão adorada e carregam consigo os tantos aprendizados repletos de memórias afetivas agora adultos. A vida nos trilhou para cidades distantes, no entanto é como se estivéssemos sempre juntos. E o momento agora pede vocês bem pertinho, como deve ser. Estaremos de volta ao nosso amado sítio, para ouvir o 'sim', mesmo que seja apenas um sussurro.

  • Dani e Camilla
    Dani e Camilla

    Primas-irmãs tão presentes na criação do noivo, são seus portos seguros. Colaboraram na construção do conceito de amar e são as responsáveis pelas ajudas divinas na missão de comprar os presentes pra noiva ao longo desses quase 12 anos. Dani, coração de Leão, é uma das pessoas mais prestativas que conhecemos. Missão dada, mesmo que impossível, já é missão cumprida. Não pergunte como, mas ela resolve. Quietinha, sem fazer alarde, e porque gosta, só pra te ver feliz. Agora, experimenta não dar um "Bom dia, cachorra!"...veremos o lado Leão (acho melhor não). Já Camillinha Rapadura é fácil de explicar: São poucas as pessoas que têm sua doçura, carinho, paciência e atenção. Sempre com uma boa ideia pra trocar, uma história pra contar, uma fofoca pra fazer, Tia Cacá já até conquistou nossa pequena Cecília. E mesmo sem perder a doçura suas opiniões são claramente colocadas e muito bem defendidas. Não a confunda com doce de banana (pode quebrar os dentes).

  • Pedro
    Pedro

    Pedro Paulo, nosso afilhadinho e agora compadre. Prestatividade é seu sobrenome. Filho da maior anfitriã de Nova Friburgo, ele não nega suas origens. Nos acolheu de braços abertos e é um dos responsáveis em fazer esse dia acontecer. Não teria sido possível sem vocês! Nossa gratidão é tanta que não cabe em palavras. Então venha representar essa família tão amada do nosso lado no altar.

  • Allanzinho
    Allanzinho

    Primo do noivo, mas o amor é de irmão: quente como brasa e intenso como o quê! Mesmo quando estão distantes, sabem o que se passa com o outro. Ninguém mexe com ele sem antes falar com o noivo, porque só este quem pode brigar. E não se aventurem separá-los, pois os mais sabidos dirão: "Deixa que eles se entendem!” Quanto aos defeitos dele, nem adianta lhe contar, pois não o reconhece: é seu primo!

  • Uiarita e Tiê (representado)
    Uiarita e Tiê (representado)

    Se vamos falar de amizade e tempo, estão aí os campeões. Pode-se dizer que o elo dos noivos partiu daí, porque a amizade com esses irmãos é de longa, muito longa data. Vieram ainda novos pra Niterói, e se achegaram chegando. Ela de mansinho, ele se espaçando; mas ambos vieram pra ficar. Trouxeram consigo sua família e fizeram dela a família de todos, os envolvendo em seus corações apaixonantes. Se parecem mais que imaginam, embora tenham lá as suas diversidades. Ela, flamenguista ferrenha, não perde uma oportunidade de visitar o Maraca; ele, de tão vascaíno, se mudou de mala e cuia para Portugal; ambos determinadíssimos em suas opiniões. Por isso, se eles dizem que nós temos tudo a ver, decidimos que podemos casar. Chegou a hora!

  • Rê e Ti
    Rê e Ti

    Casal pra toda obra. Toda MESMO! Do programinha fundo de quintal à viagem internacional. Compartilhamos desde os abraços em árvores, aos aplausos debochados no retorno [nada pontual] ao ônibus. Se for furada, não é problema: terá risada garantida pra mais tarde. Nos esprememos em carros para nos espalharmos pelos lugares e, assim, vamos montando as nossas tantas histórias. Concordamos em discordar. Mas não agora. Porque compadre e comadre, vamos adicionar mais esses sorrisos às nossas recordações.

  • Nay e André
    Nay e André

    Ela veio pra transformar o dueto mais antigo da noiva em um trio. Chegou há tempos, e fez nascer uma amizade sincera e divertida, com base em muitas risadas. Logo se tornaram unha e carne, e permanecem unidas desde então. Foram multiplicadas! Hoje compartilham suas melhores amizades ‘da asa sul à asa norte’. No meio a essa trajetória puderam acompanhar desde o início aqueles que escolheram para seguir em frente. E que hoje formaram outra boa amizade independente: Negão e André.
    Tal qual o noivo, com seu jeitinho risonho bobo-alegre, Nay não deixa passar um assunto da mesa ao lado. Assim como a noiva, André adora montar um planejamento e ai daquele que não seguir o Script. Seja por semelhanças ou diferenças, por muito ou pouco tempo: vocês conquistaram seus espaços. Pode ficar calma Nay, o lugarzinho dos 04 está garantido bem no altar. Que ano abençoado!

  • Schneider
    Schneider

    Sensibilidade em barbas! Não conseguimos ver outra pessoa tão hábil e entusiasta dessa união como ele. Parênteses para a história: amigo do noivo desde a escola, estudou com a noiva na faculdade, e - sem imaginar - se tornou o grande responsável pelo encontro e catalisador desse amor. Tem todo o dossiê da nossa relação, desde os créditos no celular pré-pago para o amigo flertar, até o Hoje. Não há voz mais imponente para contar, com toda propriedade, sensibilidade e carinho, um pouco mais de nossas aventuras. Você já faz parte da nossa história, e no dia 26 queremos que esteja conosco.

  • Rainitcha
    Rainitcha

    Com seu espírito de 91,e corpinho de 19, nossa blogueirinha fitness nos inspira. Chegou há muito esbanjando sua sensualidade nas aulas de jazz, e fincou suas raízes enquanto universitária. Dali em diante, quando não presente em pessoa, estava presente como assunto. Mas o fato é que ela sempre esteve aqui. Acompanhou nossa jornada de perto, oferecendo um pouco de juízo em momentos que ninguém mais o tinha. Fosse com uma água para hidratar, um hambúrguer de alpiste pra manter o shape, ou dizendo umas verdades que ninguém gostava de ouvir. Agora é nossa vez de inspirar: não vai ser com Novo Ateliê, mas teremos alianças; não vai ser com suco verde, mas uma cervejinha gelada para chamar a ‘Raina Cabral’. Pode chegar, que dia 26 é dia de sair da rotina e você vai estar conosco desde o inicinho.

  • Fê e TT
    Fê e TT

    Ambos são amigos de longa data dos noivos - embora separadamente - e, por meio de um cupido despretensioso, hoje formam aquele casal parceiro que não desgruda mais. A sintonia é tanta, que até Cecília já dedicou carinhosos codinomes aos tios Tchê e o Deu. Quem conhece sabe que aguentar TaDeus não é uma tarefa simples, mas a serenidade dela até que equilibra o casal. Agora estão aí, reforçando a união das nossas galeras, oferecendo sorrisos e suporte, nos mostrando que todo momento, quando compartilhado, pode ficar muito mais leve e prazeroso. Os grandes dias estão chegando, e pra alegria de todos Fê não vai querer ir embora cedo, nem TT vai tomar conta do som. Essa combinação tem tudo para dar certo! Então 'vambora' curtir juntos Maio que em Setembro temos mais.

  • BC e Dindi (representado)
    BC e Dindi (representado)

    Casal companheiro, ombro amigo, que traz sensatez e elegância sem deixar de lado as boas risadas. Compõem, também, o inseparável sexteto (do qual obviamente somos o casal número 1) em que somamos histórias e dividimos nossos sonhos. Mas por ora deixemos nossa Fazenda/Asilo/MotoHome um pouco de lado, porque chegou o momento da realização deste sonho e o altar tem lugar garantido pra receber nossa musa BC representando esse casal tão incrível.

  • Bruninho
    Bruninho

    Irreverência no trato! Está há tanto tempo na vida do noivo, que quando criança era O irritado. Quem diria? As discussões com ele eram longas, talvez nelas tenha aprendido a ser tão teimoso (sobrou pra nossa amada Raquel). Cúmplice desde os primeiros pileques e companheiro de todas as festas. É inimigo do fim, ele só quer mais um pouquinho de festa, mesmo que não tenha comida (quem precisa de comida?). Com uma disposição de garoto, o Gato estará lá conosco, mesmo sem música sabemos que ele ficará até o último sair (sobrou pra nossa amada Raquel). Nosso altar não teria o mesmo brilho sem sua careca nele.

  • Nati
    Nati

    É a amiga mais antiga do noivo. Desde os áureos tempos como (pré)adolescentes dividindo histórias e abraços. De ideias cativantes a confidências relevantes em conversas longas que iam madrugada adentro, as quais somente seus pais eram capazes de aturar.
    Acolheu a noiva desde o primeiro momento vestida com seu maior sorriso, e ignorando seus ciúmes de taurina. Olha aonde chegamos! Ao dia do nosso casamento. E seu assento não poderia ser outro! Te esperamos linda e alegre, como sempre, só que dessa vez como madrinha.

  • Carol e Band
    Carol e Band

    Eles já não mantêm seus peculiares gostos capilares do século XX, embora elas tenham preservado a espontaneidade dos 20. Éramos quatro adolescentes quando nos conhecemos, tornamo-nos adultos dividindo as nossas experiências. Se aqui nós temos os maiores enroladores de namoro já vistos, após tantos anos, ambos os casais persistiram em suas escolhas. Agora 2018 chegou pra oficializar o que todos já sabem: somos casais pra vida toda. Nossos compadre e comadre vão dividir o primeiro dos altares que o ano nos reserva. Venham ouvir nosso sim que o de vocês vem em seguida. Que 2018 hein!

  • Hugo e Sili
    Hugo e Sili

    O que sobra de cabeça em um, falta de altura no outro. Não negam um bom debate na mesa de bar: um com seus argumentos embasados em teorias retiradas 'de trás do orelha', porque o importante é falar com convicção; o outro... bom, com Hugo não há discussão: ele tá sempre certo! Como nunca recusamos uma boa resenha, os encontros são sempre infinitos. Nessas amizades nos expandimos para suas famílias, as quais nos acolheram tão bem e que amamos de paixão. Esse sábado não vai ter vôlei; estaremos todos em um time só, apostando no mesmo final feliz. Mas fiquem tranquilos porque a nossa gelada já está garantida do mesmo jeito. A gente se certifica que o noivo não vai pedir terno emprestado, e que a Lulu vai segurar um pouquinho pra nascer em clima de ressaca do Papai, só pra não quebrar a tradição.

  • Camils e Pedro
    Camils e Pedro

    De todas as boas coisas trazidas pelo balé, ela sem dúvidas foi a melhor delas. Das sapatadas às gestações, uma amizade assim tem valor inestimável. E como se não bastasse, ganhamos ele de brinde: o Pedro. Juntos somamos viagens, churrascos, eventos, perrengues e vitórias. Crescemos, conquistamos nossas independências, e compartilhamos a alegria de nos multiplicar. Hoje temos nossos pupilos maravilhosos para tornar ainda mais compatíveis nossas inúmeras afinidades. Anfitriões de carteirinha, não é fácil arrancá-los do conforto de seu lar para uma breve cervejinha do outro lado da baía. E só para agregar valor ao desafio, dessa vez vamos fazê-los subir a serra. Mas o motivo é nobre.

  • Gustavo
    Gustavo

    Serenidade e sensatez. A melhor pessoa para curtir enquanto se pede aquele conselho que só seu pai é capaz de dar. É incapaz de dizer "eu te amo" (desconfiamos que o queixo cai ), mas com seu coração do tamanho de SP - juro! -, nem precisa. Sua responsabilidade irritante, preocupação e atenção tão características, fazem a nossa saudade cada vez mais justificável. Não se sabe de onde ele tira forças para exercer suas incontáveis atividades. Enquanto a NASA ainda não descobre, a gente vai ajeitando sua agenda para minimizar suas ausências.
    Então, anote aí que dia 26/05/2018 você será nosso padrinho no sítio. Só que dessa vez é no lá de Friburgo. Te amamos, Guti!

  • Bia
    Bia

    Talvez uma das dez pessoas que têm mais dentes na boca nesse mundo. Dona de uma risada gostosa e única, que se conectada com a do noivo corre sérios riscos de entrar em looping. Ela é autêntica e direta, daquelas que não vê necessidade em cumprimentar as pessoas e já começa a opinar no assunto em pauta. Seu coração de Titia conquistou a noiva, e é tão agregador quanto a sua casa, que dá teto às exaustivas comemorações, e faz de nossos encontros o combustível dessa linda amizade. Esperamos você com sua porção de energia extra ao nosso lado no altar.

  • Bá e Tetê
    Bá e Tetê

    Em nossos primeiros dias, era ela quem sempre estava lá: de dia Vanessinha, à noite Bá’Nessita de la Madalena. Partilhamos memoráveis histórias em nossa amada Cantareira, soltamos o gogó nas diversas viagens no Celtinha, suamos juntos na sinuca do DCE, nas festas do Convés, no chão-chão-chão da Sense, bebemos cerveja quente em tantas chopadas que já perdemos a conta. Não à toa foi em sua companhia que demos o nosso primeiro beijo como Lorena&Negão. É, também, a responsável em nos apresentar a bebê mais mala de todos os tempos: Tetê. Recebeu o bastão com tanta habilidade, que mesmo sem curtir um esporte, agora esbanja desenvolturas nas gincanas da UFRJ. Partilhamos memoráveis histórias em nosso amado Barroquinho, soltamos o gogó nas diversas idas ao Píer 31, suamos juntos nos sambas do Candongueiro, nas festas do Havaí, no chão-chão-chão das noitadinhas, bebemos tantas cervejas no Barkana que já perdemos a conta. É, também, a responsável em nos fazer ver o Sol raiar muitas e muitas vezes. Primuscas, vocês são companhias maravilhosas! E em suas companhias que estaremos no dia do nosso casamento.

  • Fabinho
    Fabinho

    A conta do Bloquete é bem cara, mas um de seus créditos foi trazer essa orelha em forma de rapaz para nosso convívio, no mínimo semanal. Assim, finalmente a noiva conseguiu decorar sua orelha, digo, seu rosto, e não precisou mais serem apresentados. Tais quais as sextas-feiras do ‘Futebinho na casa de Fabol’, as terças de Bloquete eram muito mais gostosas em sua casa. Ponto de equilíbrio do grupo, seus juízos nunca são ignorados. Agora, mesmo sem peladas e Bloco, os encontros e resenhas retomaram seu curso ideal e fez de você presença fundamental ao nosso lado em Friburgo. E pode ficar tranquilo que a noiva não esquece mais seu nome!

  • Vitinho
    Vitinho

    Como ele sempre gosta de dizer: "é o amigo mais antigo do noivo." Quantas histórias viveram junto. Feitos unha e carne, foi o primeiro "casal" do noivo. Não tinha como pensar em um e não pensar no outro. Mesmo morrendo de medo do noivo por toda a infância, se hoje Vitinho é conhecido do Oiapoque ao Chuí, deve isso a ele, que o acolheu e apresentou ao mundão desde os 8 anos. Testemunha do casal desde sempre, era capaz de aconselhar a noiva pra agradar o noivo. Mais um capítulo dessa nossa antiga história de amizade será escrita e, mesmo distante, você não poderia estar em outro lugar.

Daminhas e Pajens

  • Cecília
    Cecília

    Fruto de tanto amor, hoje é o nosso maior e melhor sorriso! Nossa mini Deusa de Ébano! Essa bombonzinha linda que enche nossos corações de felicidade vai estar lá brilhando, como sempre. Não vemos a hora.

  • Juju
    Juju

    Essa princesinha, afilhada da noiva, vai encantar a todos com seu jeito sapeca e amoroso. A sua energia é pura gostosura!

  • João
    João

    Nosso russinho vai trazer um pouquinho de azul nesse gramado cor de rosa, sem deixar de fazer nossos convidados entoarem "Ohhhh" quando ele entrar todo lindo na cerimônia.

  • Amelie
    Amelie

    Essa gatinha também vai estar cativando uns tantos sorrisos com seu ar de portuguesinha mais fofa. Difícil resistir.

  • Henrique
    Henrique

    Esse sorriso em forma de bebê acabou de dar seus primeiros passos e já vai se aventurar no desfile rumo ao altar. Se vai conseguir, não sabemos. Mas vocês vão ficar maravilhados da mesma forma.

Fotos Recentes
Fotos Recentes